Intestino Não adianta comer fibras e beber água se todo o contexto não estiver equilibrado.

Clélia Dalmoro - Nutricionista
 
Intestino
Não adianta comer fibras e beber água se 
todo o contexto não estiver equilibrado.
 

 

Alguns só se lembram do intestino quando ele não funciona. Normalmente ele não é valorizado, mas precisamos lembrar que é na parede do intestino que os nutrientes, após serem digeridos, chegam ao sangue. É um órgão muito extenso, fundamental para que consigamos absorver tudo o que é necessário. Imaginem um filtro de papel com poros muito pequenos, mas adequados para absorver o necessário e deixar resíduos que não devem ser aproveitados. Esses resíduos formam o bolo fecal.
O bom funcionamento depende de uma série de fatores: a integridade da parede do intestino, o muco que reveste interiormente, a adequação da flora bacteriana, o pH do bolo alimentar, a quantidade de resíduos, a hidratação etc. Não existe intestino que não funcione bem, existe intestino com desequilíbrio em algum desses fatores citados. A fermentação inadequada pode ocorrer por diversas razões. 
Não basta comer fibras e beber água se todo o contexto não estiver equilibrado. Precisamos evitar a irritação intestinal, que pode ocorrer pelo consumo de alguns alimentos ou pelo uso de laxantes, assim como manter a adequada produção de serotonina fabricada pela flora probiótica. Essas bactérias precisam ser alimentadas com fibras específicas, as prebióticas.
Um intestino agredido deve ser cicatrizado e, seu muco, reconstituído. Assim, aumentamos a capacidade de absorver os nutrientes e impedimos que resíduos do bolo alimentar cheguem à corrente sanguínea, o que pode comprometer a imunidade. 
Para melhorar a imunidade, entre outras questões, como a manutenção de níveis de nutrientes adequados, cuide da saúde intestinal. Se algum alimento lhe parece provocar desconforto, evite-o até melhorar sua capacidade digestiva. Algumas pessoas dizem ter alguma “intolerância alimentar”, que gera desconforto sempre que ingerem o alimento, mas seguem desprezando essa informação e comendo. 
Irritações, a longo prazo, geram doenças inflamatórias e, cada vez mais, fala-se de doenças inflamatórias intestinais. Além disso, sabemos que certos alimentos, também nos trazem diversos produtos químicos e resíduos industriais. E isso ocorre frequentemente. 
Alguns sintomas não são valorizados, até que seja tarde demais. Cuide de seu intestino, ele é a porta de entrada do bem, mas pode ser o início do mal.
 

Compartilhe

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google BookmarksCompartilhar no TwitterCompartilhar no LinkedIn
Você está aqui: Principal Notícias Vida Saudável Intestino Não adianta comer fibras e beber água se todo o contexto não estiver equilibrado.