Um profissional do futebol

Nem só churrasqueiros e mentirosos Nova Bréscia exporta. O futebol também é uma paixão no município que conta, inclusive, com um treinador de futebol profissional, com carteirinha da Federação Gaúcha e tudo.
Neodi João Bertol ostenta o título desde 2008, quando participou do curso para qualificar treinadores de futebol promovido pela Federação Gaúcha de Futebol em Porto Alegre. O curso contou com professores de renome, como Felipão, Cláudio Duarte e Cassiá, que ministraram aulas aos aspirantes à técnico.
O bresciense, nascido em Linha Caçador, filho de José Bertol e Santina Valer Bertol, saiu de casa aos 17 anos para jogar futebol no Esportivo de Bento Gonçalves. Mas uma fratura na perna o tirou cedo de mais do futebol. Não podendo mais jogar, partiu para o ramo de churrascarias, trabalhando em São Paulo e Rio de Janeiro até 1981, quando voltou para Porto Alegre para trabalhar com o falecido Catraca em uma de suas churrascarias.
Foi na capital que Neodi voltou a se envolver com o futebol. Na cidade, existia o Clube Esportivo Santo André, que na época estava carente de apoio. Apaixonado pelo esporte, Neodi começou a fazer parte do clube, fazendo de tudo um pouco. Ele lembra que começou a tomar gosto pela parte técnica nesta época e, em 1987 liderou o time ao título do Campeoanto Amador de Porto Alegre. No ano seguinte, a equipe passou para a série A do campeonato da cidade, conquistando também importantes vitórias.
A partir daí, o time conquistou diversos torneios disputados em todo o estado, o que levou Neodi a investir na sua profissionalização como técnico. O curso de treinador veio para certificar uma profissão que Neodi já vinha desempenhando há anos e, com a carteirinha da FGF, passou a ser profissional.
Ele permaneceu no Santo André até 2010, quando sofreu um acidente de carro que deixou sequelas em uma das suas pernas. Nesta época, voltou para Nova Bréscia, sem nunca abandonar a paixão pela arte chamada futebol.
 

Campeão de 2007 volta à Copa Nova Bréscia

Na 1ª Copa Nova Bréscia de Futebol, realizada em julho de 2007, o time vencedor da categoria Sub 17 foi o Gepol de Osório. O Capitão do time era Gustavo Campello Pes, 24 anos, hoje atleta profissional.
O destino fez com que Gustavo estivesse presente na segunda edição da Copa, já que é casado com a bresciense Bárbara Tiecher e está em férias na casa dos sogros Miria e Ângelo Tiecher.
Ele presenciou a festa dos campeões nesta nova edição da copa, participando da entrega da premiação. Veja na entrevista abaixo o que o atleta de hoje tem a dizer para os meninos que, como ele em 2007, sonham com a carreira profissional.
 
JNB - Onde ficou alojado?
Gustavo - Fiquei alojado na Escola Estadual de Ensino Médio Nova Bréscia, juntamente com os demais jogadores e coordenadores da minha equipe.
 
JNB - Com quem disputaram a final?
Gustavo - A final foi disputada contra o Santa Cruz, de Santa Cruz do Sul. Na oportunidade, ganhamos de 3x0 da equipe adversária.
 
JNB - Como foi a estada em Nova Bréscia?
Gustavo - Recordo de ter sido muito bem recebido. O povo foi muito acolhedor com a nossa equipe.
 
JNB - Participava sempre deste tipo de competição?
Gustavo - Sim. Ao longo do ano geralmente participávamos de duas ou três competições como esta, algumas aqui no estado e outras realizadas em São Paulo.
 
JNB - Considera importante na formação de um atleta este tipo de competição?
Gustavo - Com certeza. É essencial para ganhar experiência e ser visto por empresários e olheiros.
 
JNB - Com que idade passou a ser jogador profissional?
Gustavo - Passei a atuar como profissional aos 19 anos, pelo Club Africain, da Tunísia.
 
JNB - Em que equipes já jogou?
Gustavo - Fiz minha base nos clubes: Sporting Sul/ Porto Alegre; SESC/ Porto Alegre; E.C. Tubarão/ SC; Grêmio/ Porto Alegre; GEPOL/ Osório; e Juventude/ Caxias do Sul. Como profissional atuei pelos clubes: Club Africain/ Tunísia; Fanja Club/ Omã; e Al Orooba/ Emirados Árabes Unidos. 
 
JNB - Onde atua atualmente?
Gustavo - No momento minha situação é indefinida, pois agora é época de troca de times e negociações. 
 
JNB - Qual o conselho que dá para estes jovens atletas?
Gustavo - Meu conselho sempre é o mesmo: treinar muito, manter-se focado no seu objetivo, ser uma pessoa humilde, e independente da situação, devemos acreditar no propósito de Deus na nossa vida. Dificuldades sempre vão aparecer, pra alguns alcançar o êxito é mais fácil do que pra outros, mas o importante é sempre ter em mente o seu sonho, e nunca desistir.
 
JNB - Qual o conselho que você dá aos pais dos jovens atletas?
Gustavo - Acho que ser pai de um atleta não é uma tarefa muito fácil. Então como filho, digo aos pais que é muito importante o apoio de vocês em todos os momentos. Acho legal da parte dos pais saber respeitar o sonho de um filho, mesmo que isso custe sair da sua zona de conforto. Às vezes a oportunidade está justamente nesses momentos.
 
Na foto acima, Gustavo na Copa deste ano. 
Abaixo, na copa de 2007 com o então Prefeito Diógenes Laste, recebendo o prêmio de Campeão

Em agosto inicia mais um Campeonato de Futsal

Estão sendo feitos os últimos acertos para mais uma edição do Campeonato Municipal de Futsal, edição 2014. 
O torneio deverá seguir os mesmos moldes do ano passado, com apenas alguns ajustes.
Vão ser disputados os títulos nas categorias Máster, para atletas a partir de 40 anos; Feminino livre regional; Série Ouro, para as sete equipes que disputaram o Municipal de Campo; Série Prata, para as equipes “B” do municipal de campo e demais interessados em participar.
As inscrições já estão abertas e vão até o dia 28 de julho, no Departamento de Esporte e Lazer da Administração Municipal.
Haverá reunião com as equipes inscritas no dia seis de agosto e, no dia 12 de agosto, início da competição. 
 

Tudo pronto para o Campeonato Regional 2014

Começa, no dia 20 de julho, mais um Campeoanto Regional de Futebol amador, intitulado 17ª Copa Certel Sicredi, promovida pela ASLIVATA (Associação de Ligas do Vale do Taquari).
Este ano, o campeonato vai contar com três categorias: Veterano, Principal e Aspirante. Nova Bréscia vai estar representado nas categorias Principal e Aspirante com o Clube Tiradentes. 
Estão confirmados 35 clubes, que foram divididos em cinco chaves de sete equipes cada uma. Em cada chave, classificam-se seis equipes, ficando assim 30 times para a fase seguinte. Esses 30 times vão se enfrentar em jogos de mata-mata (1° colocado geral x 30° colocado geral / 2° colocado geral x 29° colocado geral e assim por diante) sobrando 15 equipes. O time perdedor que tiver a melhor campanha na fase de grupos também classifica e se une com as 15 equipes vencedoras dando início às oitavas-de-final com 16 times. Nas oitavas, quartas, semi e final, os confrontos são definidos por sorteio e o critério para definir se o primeiro jogo é em casa ou fora é a disciplina.
O Tiradentes está na Chave C junto com Canarinho (Cruzeiro do Sul) - Ribeirense (Teutônia) - 7 de setembro (Capitão) - Concórdia ( Roca-Sales) - 11 amigos (Poço das Antas) - Cruzeiro (Anta Gorda). 
O regulamento deste ano foi alterado, com relação ao ano passado, favorecendo equipes vindas de municípios menores. Na categoria principal podem atuar apenas três atletas de fora do município, isso valendo para municípios com até 4.500 habitantes por time. Os com mais de 4500 habitantes por time só puderam inscrever atletas do município. Nos aspirantes podem atuar atletas de 15 até 23 anos (nascidos entre 1991 e 1999) que residam no município.
As equipes principal e aspirante do Tiradentes estão sendo montadas pela diretoria e pelos treinadores Nino (Principal) e Márcio Daroit (Aspirante). 
 
Você está aqui: Principal Notícias Esportes