Despedida dos gramados

O dia 25 de setembro foi o dia escolhido para marcar a despedida dos gramados de Marcos Valgoi, popularmente conhecido por Pingo. O dia contou com jogo, almoço e muita amizade entre os participantes.
A ideia de realizar um evento de despedida surgiu do amigo de Pingo, Albano Nonemacher. Segundo Pingo, Albano começou a jogar futebol com ele, que “ensinou tudo” ao pupilo. No campeonato municipal de 2016, os dois atuaram juntos no Esperança de Morro Seco, mas não conseguiram realizar uma última partida juntos. Durante o campeonato, Albano se machucou. Quando ele voltaria aos gramados, foi a vez de Pingo se lesionar, assim, não encontraram-se mais no campo. Assim, surgiu a ideia de realizar uma partida de despedia entre os amigos.
No domingo de manhã, 25/09, foi organizada a partida de futebol Amigos do Pingo X Amigos do Albano. Pingo convidou amigos de Linha Caçador, sua terra natal, de Coqueiro Alto, Olinda e Morro Seco, comunidades com as quais atuou em suas equipes de futebol.  O resultado da partida, Pingo diz que nem sabe. O importante foi reunir amigos e ex-companheiros de gramados para uma última partida juntos.
Depois do jogo a festa continuou com um almoço caprichado, com costelão e porco recheado, preparado por Pingo com ajuda de Leandro Dos Passos e Moacir Zambaisi.
Pingo jogava como zagueiro e foi campeão municipal de Encantado, em 1991, atuando pela equipe de União de Palmas.

Luta do bem

A Academia de Artes Marciais Nova Aliança de Nova Bréscia realizou, no dia 17 de setembro, seu primeiro torneio de artes marciais no município.
O evento aconteceu no Ginásio Municipal de Esportes e reuniu quatro academias: DOJO ALLIANCE de Teutônia, STONE FIGHT de Bom Retiro, Z1 de Lajeado e NOVA ALIANÇA de Nova Bréscia.
Participaram atletas em 20 categorias, divididas em muaythai e jiu jitsu. Atletas da academia Nova Aliança de Nova Bréscia também aprticiparam da competição. Quatro deles foram campeões em suas categorias: Mateus Bertol, Mateus Casaril, Henrique Slaiffer e Leonardo Shimitz. Também teve vice-campeões: Leonardo Lorenzon e Ricardo Dos Passos. Já o atleta Carlos Casaril conquistou a terceira posição em sua categoria.
O ingresso do evento foi um quilo de alimento não perecível, que foram doados ao Hospital são João Batista de Nova Bréscia.

Futebol jogado com as mãos ganha adeptos no município

Um novo esporte começou a ser praticado no município. Um grupo de amigos, no início do ano, está “jogando” futebol americano.
O grupo, formado pelos amigos Bruno De Maman, Rafael Puntel, Leonardo Rizzi, Diogo Meneghini, Nórton e Náubert Mezacasa, é fã do esporte há algum tempo. Bruno assiste ao Super Boll, maior evento esportivo dos Estados Unidos, desde 2012. Os irmãos Nórton e Náubert também assistem aos jogos desde 2013. A amizade entre os rapazes fez com que começassem a assistir aos jogos juntos, falar sobre os times, e, no início do ano, começar a praticar o esporte.
Eles dizem que não podem dizer que jogam, apenas brincam, fazem algumas jogadas, enfim, se divertem. Até porque, para formar um time completo de futebol americano, são necessários cerca de 30 atletas. Segundo os rapazes, o esporte chama a atenção porque é bastante democrático. Pessoas de diferentes biotipos podem praticar. Desde o mais gordinho, o magro, o alto ou o baixinho. 
- É um dos esportes mais inclusivos que conheço – afirma o estudante de Educação Física, Bruno De Maman. 
Para tornar mais emocionante as disputas, os guris escolheram times para torcer. Cada um escolheu um e torce nos jogos do campeonato norte-americano, promovido pela NFL – National Football League. No total, participam da liga 32 times, que geralmente levam o nome da cidade a que pertencem. Bruno torce para o New Orleans Saints; Nórton e Leonardo para o San Francisco 49ers; Náubert para o Baltimore Ravens; e Rafael para o Denver Broncos, campeão da última temporada.
O grupo também elogia a organização do esporte nos Estados Unidos. Segundo eles, o teto salarial dos times tem um teto máximo, sendo que cada time só pode gastar em salários este valor pré-estabelecido, o que ajuda a nivelar as equipes. Além disso, cada equipe tem treinadores específicos para cada setor do time e para cada posição. Há o Head Coach, que literalmente significa “técnico cabeça”, mas pode ser considerado o técnico geral do time. Depois dele há ainda o Coordenador ofensivo, que só treina o ataque da equipe, formado por 11 titulares, e o Coordenador defensivo, que trabalha só com a defesa, formada também por 11 titulares. Além destes 22 atletas, existem ainda os jogadores especialistas, responsáveis por apenas um fundamento do jogo. Como o brasileiro Cairo Santos, que joga na liga como Kicker, ou seja, o atleta que só entra no jogo para chutar a bola em determinadas jogadas.
Segundo o grupo, o esporte está ganhando novos adeptos no país e no estado. Inclusive, já estão programando a ida à final do Campeonato Gaúcho de Futebol Americano, que acontece no dia 18 de junho no Estádio Beira Rio. Este ano, o campeonato conta com a participação de 10 equipes, formada por atletas amadores, fãs no esporte.
 

Muitos gols marcam início do campeonato

Oito jogos. Quatro empates. Média de 3,6 gols por partida. Este é o saldo inicial das primeiras duas rodadas do Campeonato Municipal de Futebol Amador – Copa Sicredi.
Na primeira rodada, realizada no dia 14 de fevereiro na casa do Canarinho, campeão de 2015, a partida inaugural, disputada por Juventude e Botafogo de Olinda já dava uma dica de como seriam os próximos jogos, com muitos gols. Neste primeiro jogo, três gols, todos do Juventude. Nos outros jogos do dia, foram mais 13 gols no total.
Na rodada seguinte, disputada no dia 21 de fevereiro, a média se manteve, com também 13 gols, agora no total dos quatro jogos. Os artilheiros estão inspirados e prometem muitas emoções nas próximas sete rodadas já agendadas. 
Veja nas tabelas os resultados das primeiras duas rodadas, os dias e horários dos próximos jogos.
 
Equipe do Brasil de Tigrinho Baixo
Você está aqui: Principal Notícias Esportes