82 quilos mais leves e o compromisso renovado com a saúde

Encerrou-se no dia 04/12 o Grupo de Reeducação Alimentar “Pense Magro”, iniciativa criada com o objetivo de promover saúde através da mudança dos hábitos alimentares. Outros três grupos, somente no ano de 2017, participaram do grupo “Pense Magro”. A 4ª edição teve início no mês de setembro, inicialmente com a participação de 43 componentes, posteriormente divididos em dois grupos, devido a grande adesão da comunidade e da necessidade de atender de maneira eficaz as participantes que, apesar dos obstáculos, mantiveram-se firmes aos propósitos do grupo.
A priorização da alimentação saudável, sem qualquer tipo de restrição é a característica do cronograma de atividade do projeto. Segundo a nutricionista Pâmela Delazeri, a medida se justifica na crença de que não é preciso restringir nada para alcançar resultados na perda de peso, apenas existe a necessidade de ingerir porções reduzidas e de qualidade. Nos três meses de grupo, os encontros semanais com duração de cerca de uma hora contavam com conversas, trocas de experiência entre as participantes, alegria, além da degustação de receitas saudáveis, como bolo integral, pastel de forno integral, pão integral e maionese de linhaça, o que confirma os bons resultados no propósito inicial das atividade do grupo. 
Os encontros aconteciam nas segundas-feiras, na sede da Unidade Básica de Saúde, sob a coordenação da nutricionista Pâmela Delazeri, Psicóloga Regina Dalpian e Educadora Física Genusane Dellazeri. Foram trabalhados diversos temas com relação a alimentação saudável, comportamento alimentar (emoções, ansiedade, compulsão), ingerir com atenção plena os alimentos, e trabalhar com pensamento sabotador.  Foi ressaltada também a importância de ter um diário alimentar, que auxilia muito quem deseja emagrecer.  “As vezes, achamos que não estamos comendo muito, mas depois que colocamos no papel, nos damos conta do quanto comemos sem perceber”, conta a nutricionista. 
No total, foram eliminados 82 kg de forma saudável, sem sofrimento, e com muita alegria entre o grupo. As componentes agora conscientizadas de suas responsabilidades para com a manutenção de bons hábitos alimentares, levarão para a vida os ensinamentos adquiridos nas vivências em conjunto. 
A seguir, veja alguns depoimentos de participantes:
 
Daniela- eu queria investir em minha saúde. Meu objetivo maior era perder peso, pois já não estava gostando do meu corpo. Minhas roupas já não eram mais agradáveis para mim, sentia muita dificuldade, principalmente em realizar exercícios físicos ou até mesmo ao sentar em lugares com muita gente e também minha autoestima estava baixa. Ao perceber isso tudo acontecendo, procurei ajuda com a nutricionista Pamela, pedindo se podia participar do grupo de reeducação alimentar. Porém, logo começaram a surgir pensamentos como: Será que consigo? Será que vou conseguir seguir a dieta?  Será que vou conseguir caminhar? No início estava desanimada, mas comecei aos poucos, traçando metas, refletindo sobre cada uma delas e principalmente mudando hábitos alimentares, exercícios e autoestima. Foi então que comecei a perceber mudanças e elas me trouxeram resultados positivos. No final foram seis quilos a menos e minha autoestima estava elevada, a cada dia tinha mais energia e me sentia motivada a melhorar cada vez mais. As roupas voltaram a servir e voltei a me sentir bem com elas, voltando a gostar do meu corpo novamente. “ O mais bacana de alcançar uma META não é só alcançar uma meta, mas sim a pessoa que você se torna depois de alcançar a meta.”
 
Celita - A reeducação alimentar me ensinou a comer comidas saudáveis, na hora certa. Nesses três meses, não aprendi apenas a comer certo, mas sim tudo mudou, minha autoestima melhorou, estava cada dia com mais energia. Me sentindo bem melhor. Pretendo fazer o que aprendi no grupo.
 
Tania - Pra mim foi ótimo participar, pois consegui me conscientizar da importância do hábito de beber água, de caminhar e comer comidas mais saudáveis para uma melhor qualidade de vida. 
Marília - Foi muito importante pra mim participar do grupo, pelo companheirismo, a ajuda e o grande incentivo que os profissionais nos passavam. Muitos momentos foram difíceis, mas a ajuda e a motivação, a vontade de mudança eram maiores. E assim as mudanças foram acontecendo, o prazer de ver o resultado é muito gratificante e a felicidade no rosto é nítida. Só tenho a agradecer e a indicar as pessoas para que participem dos próximos grupos.
 
Janira - Me senti muito bem. Grupo maravilhoso! Se queremos mudanças precisamos repensar hábitos e costumes; deixar alguns para trás e adquirir outros. Sair da zona de conforto. Estou muito feliz. Obrigada pela oportunidade!
 
Vere - Fiquei muito feliz com o resultado. Aprendi a mudar meus hábitos, como por exemplo, estou praticando exercícios físicos regularmente, ingerindo muita água,  e o melhor sem deixar de comer nada. Aprendi diferenciar fome de gula, a controlar minha ansiedade.
 
Vanessa - Eu gostei muito de participar do grupo me senti muito bem e bem à vontade. Consegui perder peso e agora estou feliz. Gostei de tudo o que aprendi principalmente da alimentação que mudou e agora estou bem com minha saúde.
 
Eliete - A reeducação alimentar propiciou a oportunidade de reavaliar o que está acontecendo com a nossa vida. A organização do pensamento em relação ao processo da alimentação saudável e a prática da atividade física são importantes para manter o equilíbrio.
 
Matéria: Prefeitura 
de Nova Bréscia

Aquisição de máquina para Secretaria de Agricultura

A Administração Municipal, preocupada com a eficiência no atendimento às comunidades e com oferta de melhores condições de trabalho por meio dos serviços prestados aos produtores, adquiriu, através de recursos próprios, dois novos espalhadores de adubo orgânico no valor de 45.680,00 reais, adquiridos através de processo licitatório. O pedido para a compra dos equipamentos já era refletido em diversas reuniões realizadas entre os membros do Conselho Agropecuário Municipal e a Secretaria de Agricultura. 
A aquisição das duas novas unidades através de investimento próprio é uma conquista, uma vez que não se tem conhecimento de outros equipamentos adquiridos utilizando apenas recursos próprios há muitos anos. Para possibilitar a aquisição, fatores como a racionalização de recursos e planejamento foram fundamentais, explica a Secretária de Agricultura - Elisabete Cigolini. 
As unidades deverão atender às necessidades de produtores que necessitam do maquinário para realização de diferentes trabalhos em suas propriedades, contribuindo assim para o constante crescimento do setor primário, maior potencial econômico do município.
“Espero com isto atender melhor nossos agricultores, diminuindo o tempo de espera e facilitando o trabalho dos mesmos”, explica a Secretária Elisabete. 
Matéria: Prefeitura 
de Nova Bréscia
 

Os campeões do futsal

Os campeões municipais de futsal de 2017 foram conhecidos na noite de 27 de novembro, quando aconteceram as finais do Campeonato Municipal de futsal 2017 – Copa Sicredi.
A primeira final da noite foi na Série Prata. Disputavam o título Penharol e Juventude. O campeão de 2016, Penharol, defendia a permanência da taça com a equipe e conseguiu. Venceu a partida por 5x1, garantindo o bicampeonato para o time.
Na sequência, a final foi na Categoria Veterano. O título foi disputado por Botafogo e Esperança, conquistado pela equipe de Jacarezinho, que venceu o jogo por 2x1. O Botafogo levou a taça e o título de 2017.
A última disputa da noite foi na Série Ouro, quando Botafogo e Cristal se enfrentaram. O jogo contou com cinco gols, mantendo a boa média de gols de todo o campeonato. No final da disputa, o Botafogo venceu o jogo por 3x2, levando o título de campeão municipal de futsal 2017.
No final da noite, além das equipes campeãs, também foram premiados goleiros e artilheiros. Na Série Prata, o goleador foi Gustavo Valandro do Juventude, o goleiro menos vazado foi Welisson Dorneles, do Imigrante, e o troféu disciplina ficou com a equipe do Juventude. Na categoria Veterano, os goleadores foram Adailton Lazaretti do Crsital, Gilnei Agostini e José Carlos Schena do Imigrante. O goleiro menos vazado foi Mateus Bagatini, do Botafogo, e o troféu disciplina ficou com a equipe do Imigrante. Na Série ouro, o goleador foi Márcio Giovanella, do Juventude, o goleiro menos vazado foi Mateus Bagatini do Botafogo, e o troféu disciplina ficou com a equipe do Caçadorense. 
 
Nas fotos acima as equipes do Botafogo campeãs na 
Série Ouro e na Veterano
 
Equipe do Cristal, Vice-Campeão da Ouro
 
Equipe do Esperança Vice-Campeão do Veterano
 
Equipe do Juventude, Vice-Campeão da Prata
 

Noite de festa para os talentos coqueirenses

A secretaria de Assistência Social de Coqueiro Baixo, através do CRAS, realizou, na noite de 27 de outubro, a 5ª Revelação de Talentos, evento que tem por finalidade apresentar ao público um pouco do trabalho realizado com os integrantes dos grupos de trabalho do CRAS ao longo do ano.

A primeira apresentação da noite foi do grupo de PCD, acompanhado pela assistente social Glaér Cristina Giongo, a psicóloga Andressa Dalpian Tiecher, os educadores físicos Tatiane Ongaratto e Maurício Delazeri, que fizeram uma apresentação inspirada no rock anos 60, contando com a participação especial de Felipe Zambiasi.

 
A prática da dança sênior no CRAS de Coqueiro se iniciou em 2011, ministrada pela professora Tatiane Ongaratto. A Dança Sênior surgiu em 1971 na Alemanha. Constatou-se que, a prática regular desta atividade fortaleceu o convívio social dos idosos gerando maior autoestima e estímulo físico à realização de algumas atividades da vida diária. As mulheres participantes apresentaram duas danças coreografadas, ensaiadas nas oficinas.
 
A prática da dança sênior no CRAS de Coqueiro se iniciou em 2011, ministrada pela professora Tatiane Ongaratto. A Dança Sênior surgiu em 1971 na Alemanha. Constatou-se que, a prática regular desta atividade fortaleceu o convívio social dos idosos gerando maior autoestima e estímulo físico à realização de algumas atividades da vida diária. As mulheres participantes apresentaram duas danças coreografadas, ensaiadas nas oficinas.
 
Os pequenos também fizeram sua apresentação. Nas oficinas das crianças de zero a seis anos, tudo é festa e alegria. No evento, eles apresentaram um pouquinho do que trabalham na Oficina de Música para crianças de até seis anos, ministrada pelo professor Ermilo Berté.
 
O acordeão é um instrumento musical de origem alemã e no sul do Brasil é conhecido como gaita, tendo papel fundamental na música regionalista. O CRAS iniciou a oficina de gaita em abril de 2014, ministrada pelo professor Maurício Delazeri. Na noite, apresentaram-se os gaiteiros participantes da oficina, Osmar da Silva, Kauan Garcia de Menezes e Pedro Augusto O. Bazanella e Jorge.
 
Os casais também têm sua oficina de dança. O grupo de danças de casais iniciou em agosto de 2016 e nos mostra que quando há interesse e disposição, sempre é tempo de aprender algo novo. O grupo é coordenado pelos professores Maurício e Tatiane.
 
O grupo de adolescentes da Oficina de Dança Gaúcha também mostrou o que aprendeu este ano. Eles participam da oficina criada em 2014, que conta com a parceria da secretaria da Educação. 
 
Cantores solistas Tainá Pavoni , Maria Eduarda Vidaletti, Gian Henrique Rodrigues, 
Daiane Damásio e Maria Eduarda Gonçalves Ferreira.
 
Você está aqui: Principal Notícias Destaques