Melhorias planejadas

Em 2015 a equipe do CRAS está pensando em qualificar o trabalho que já vinha sendo desenvolvido desde o segundo semestre de 2014 com os idosos no Projeto “Qualidade de Vida: um envelhecimento ativo”. Entre testes, avaliações e atividades físicas e lúdicas, a equipe planeja melhorias. 
No último encontro que foi realizado em 18 de dezembro, o grupo pôde desfrutar do jogo de bochas. Muitos participantes que nunca haviam jogado tiveram a oportunidade de aprender e jogar. Os testes e avaliações que foram realizados estão sendo avaliados pela equipe, sendo tomadas as medidas necessárias para que os usuários que tenham alguma alteração possam ser encaminhados e acompanhados corretamente. 
Para 2015, pretendemos dar sequência às atividades e incrementá-las, objetivando o aumento de participação no grupo, a melhoria da qualidade de vida do idoso e seu bem-estar global. A equipe agradece a participação de todos e convida para a continuidade das atividades no ano corrente.

Encontro de voluntários

Como forma de agradecimento, a equipe do CRAS se reuniu com todas as voluntárias da Terceira Idade para encerrar o ano de 2014.
Na oportunidade, a Secretária e Primeira-Dama Elisa Caumo agradeceu a todas pelo envolvimento nas atividades realizadas com os grupos.  Cada comunidade do município tem 02 voluntárias que, nos encontros mensais da 3ª idade, ajudam a equipe do CRAS a preparar o lanche e brincadeiras com o grupo.
O encontro contou com brincadeiras, confraternização e todos receberam um presente.
Os trabalhos com os grupos de idosos retornam em março.
 

Festa integra e diverte Terceira Idade

A Festa da Terceira Idade de Coqueiro Baixo, realizada no dia 16 de outubro, reuniu mais de 500 idosos no Salão Comunitário São José. A convite da Administração Municipal, os idosos participaram de um dia inteiro dedicado à melhor idade.
O dia começou com a celebração de Santa Missa rezada pelos párocos de Nova Bréscia, José Grilli, de Travesseiro, Rafael Toillier, e de Relvado, Valdir Biasibetti. Após a missa foi servido um saboroso churrasco gratuito a todos os idosos. Não faltou refrigerante e sobremesa, também oferecidos pelos organizadores.
Em seguida, a equipe da Secretaria da Assistência Social, organizadora do evento, sorteou diversos brindes aos participantes. Antes de iniciar o baile, a primeira-dama Elisa Caumo e sua equipe entregaram um presente para cada um dos idosos presentes, comemorando com eles a alegria de sua presença.
Para terminar o evento, muita música para dançar e se divertir.
 
Equipe do Cras, organizadores do evento
 
Voluntárias do Cras ajudaram na organização da festa
 
Família Caumo veio do Rio de Janeiro para prestigiar o evento (foto à direita)
 
Na foto acima, os três padres que celebraram a Santa Missa, com a esposa do vice-prefeito, Ivani, a primeira-dama Elisa e o Prefeito Verissimo
 
 

Diversão garantida

Quando o grupo de PCD se reúne é diversão garantida! Principalmente quando a atividade é excursão.
No dia 09 de outubro o grupo foi conhecer o novo espaço localizado em Linha Estefânia, Nova Brescia – Paraíso das Pedras. Lá puderam desfrutar da natureza, visualizando as belas paisagens e conhecendo lugares nas trilhas existentes.
À tarde o grupo realizou algumas atividades com bola e após se deliciou com o maravilhoso café colonial. Outra novidade foi a presença de dois novos integrantes, vindos de um município vizinho, e que agora estão morando aqui. Percebeu-se que a turma recebeu com generosidade e alegria os novos membros, sendo que os mesmos se sentiram  a vontade, adorando o passeio e os novos colegas. 
 

Evento marca Outubro Rosa

Um mar de rosas invadiu o Clube são José no dia oito de outubro. Neste dia, cerca de 150 mulheres, a grande maioria vestindo roupa cor de rosa, participou da programação do Outubro Rosa em Coqueiro Baixo, dedicado à saúde da mulher na prevenção do câncer de mama. 
O evento contou com gincana cultural abordando questões referentes a saúde da mulher. As participantes foram divididas em cinco equipes e tiveram que responder a 30 perguntas como “Em que país teve início o Outubro Rosa?” – resposta: nos Estados Unidos. No Brasil iniciou pelo estado de São Paulo. 
Durante a gincana, as participantes souberam que Porto Alegre é a capital brasileira com mais números de mulheres com câncer de mama e o Rio de Janeiro o estado com maior número de caso de câncer de mama do país. A idade que o câncer de mama aparece nas mulheres mais frequente é entre os 45 a 55 anos de idade e é o câncer que mais mata mulheres, seguido do câncer do colo do útero e de intestino. Foi reforçado que a mulher deve fazer seu autoexame ainda na puberdade e sempre que perceber algo estranho procurar logo o médico.  
A equipe vencedora foi a da cor vermelha e cada integrante recebeu um prêmio. Todas as mulheres presentes receberam uma lembrança confeccionada pelo Grupo Equilíbrio da Secretaria da Saúde. Após a gincana teve dança das cadeiras, dança de recreação e um coquetel de confraternização.
As médicas Debora Bolsi Vasconcelos e Fernanda Giovanaz  falaram sobre o câncer de mama e a importância da prevenção. Dentre as participantes, quatro mulheres que já superaram a doença: Neusa Grilli, 49 anos; Sirlei Caumo, 55 anos; Teresinha Locatelli, 65 anos; e Nilva Biondo, 53 anos.  Neusa, há cinco anos, e Teresinha, há três anos, tiveram que fazer quimioterapia e disseram que o pior momento do tratamento foi a perda dos cabelos. 
- Tu não imaginas o que é ir dormir e acordar com o travesseiro cheio de cabelos e dai alguns dias sem mais nem um fio na cabeça – relembrou Nilva. Ela disse que pensou que isso nunca iria acontecer com ela. Quando recebeu a notícia que estava com câncer, foi uma surpresa.
- Graças a Deus dei a volta por cima – comemora.
Mas as quatro vitoriosas, como são chamadas pela Doutora Débora, disseram que o melhor tratamento vem de você, tem que ser forte e ter muita força de vontade e em nenhum momento pensar em desistir do tratamento e ter muito apoio na família, principalmente do marido e muito menos pensar na morte. Quando a doença é descoberta no início, o índice de cura chega a 100%. Hoje todas estão bem e curadas, mas de seis em seis meses fazem uma nova consulta para revisão.
Embora todas fizeram muitas viagens de Coqueiro Baixo a Lajeado e Porto Alegre, muitos dias cansativos, deixam um recado pra quem for acometida pela doença: “desistir nunca, somos mais fortes que a doença. Hoje percebemos que a vida vale a pena e não devemos reclamar por pequenas coisas, mas sim valorizar a vida”.
Todas elas foram encaminhadas para o tratamento através da Secretaria Municipal da saúde e SUS. Agradecem a todos os funcionários da Secretaria Municipal da Saúde, por quem sempre foram muito bem atendidas e acompanhadas, principalmente os motoristas que são muito queridos e atenciosos.
 
Você está aqui: Principal Folha Coqueirense