JNB 281 - 16 de janeiro de 2014

Cinco anos é a previsão para extinção dos  campos  de futebol  de  várzea em  Porto Alegre (parte II)
                      
Conforme prometido na coluna anterior darei  continuidade sobre  campos  de  várzea e sua  provável extinção nos próximos cinco anos  em Porto Alegre.
  Versamos,  na ocasião,  sobre alguns campos: Araribóia; Ramiro Souto (Redenção); Parque Marinha do Brasil (dois  campos); Parcão; Pedro Alim (Zona  Norte  no Passo  D’Areia). Orla do Guaíba, iniciando pelo  pôr  do sol  até o Gigante da Beira Rio
 (11 campos); destruídos  já somam três; Praça Almirante Tamandaré; Campo do Ajax na Vila Cruzeiro do Sul. Claro que  ainda  existem muito mais. Na  Zona  Sul,  na  estrada Chapéu do Sol,  próximo à  sede  campestre do Grêmio Náutico Gaúcho  existem campos  em  profusão, mas  sempre  vazios  e,  provavelmente, usarão aquela área para  projetos imobiliários. Como se  não  bastasse, no Parque Humaitá foram  destruídos  inúmeros  campos  varzeanos e construído Arena Humaitá do Grêmio Futebol Porto Alegrense. O pior é que  destruirão também o estádio Olímpico Monumental, desagradando aos próprios torcedores do Grêmio.
  A várzea jamais poderá ou deverá  ser extinta, pois  além  de  promover o social,  mobiliza  garotos  de todas  as  idades,  de todas  as classes  sociais. Todos  seremos  beneficiados. Minha  opinião é  que o futebol seja  jogado inclusive à  noite  e  os  campeonatos sejam monitorados  pelas  comunidades e pela   Secretaria  Municipal de  Esportes. 
E o  Morro Santana como fica  nesta  situação?
Ao invés  de  Arenas,  criminosas, necessitamos  cuidar mais  deste patamar que  alicerça   o  topo da pirâmide. Já  imaginaram, por  exemplo, um campo de  futebol  na  Cidade  Baixa,  em Porto Alegre?  Um campo de  futebol em  cada  distrito, bairros  e  vilas  que  compõem Porto Alegre  e um  campeonato  se  estendendo o ano todo?
  Finalizando,  convoco  novamente  a  mídia  pesada de Porto Alegre para  que  faça  a  interatividade entre  Bairros, Distritos,  Vilas, etc.,  comunidades, Secretaria  Municipal de  Esportes  principalmente A RBS - Rede  Brasil Sul  de  Comunicações,   Rede Guaíba do  Mendes Ribeiro, Bandeirantes, Rede Pampa de Comunicações,   além, evidentemente  da  nossa  poderosa e sempre inquestionável  MAÇONARIA.

Compartilhe

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google BookmarksCompartilhar no TwitterCompartilhar no LinkedIn
Você está aqui: Principal Colunas Pensamento Atual JNB 281 - 16 de janeiro de 2014