Palavra da Editora

Deise Delazeri (Editora)

JNB 332 - 25 de fevereiro de 2016

As dificuldades de começar
 
Tudo o que é novidade, pode enfrentar problemas no seu princípio. Justamente por ser algo sem exemplos a seguir, inovar quase nunca é fácil.
O Condomínio do Leite de Nova Bréscia pode estar nesta faze de adaptação. Não há dados oficiais, mas soubemos que os produtores estão enfrentando algumas dificuldades neste princípio do empreendimento.
Há relatos de morte de diversas vacas (fala-se em mais de 20 animais), e de gastos expressivos, especialmente com energia elétrica. São dados não oficiais, e sim apenas comentários. Mas não deixam de preocupar.
Esperamos que as dificuldades iniciais sejam apenas por ser um empreendimento singular na América Latina e que precisa de ajustes para começar a andar sem percalços, dando lucro aos seus investidores.
 

JNB 321 - 10 de setembro de 2015

A quem recorrer...
Não sou do tipo de jornalista que gosta de noticiar tragédias, sensacionalismos, de alarmar o leitor. Procuro dar pouco espaço no Jornal Nova Bréscia para assuntos como estes. Penso que não contribuem em nada com a vida das pessoas.
Mas, ultimamente está difícil ser sempre otimista, só ver o lado bom dos fatos. Insegurança, crise financeira, instabilidade política. E tudo isso muito próximo de nós brescienses. Então, não podemos fugir do assunto. Mas o que fazer? A quem recorrer? Onde está a solução? Estas perguntas, sinceramente, não tenho a menor ideia de como responder.
Talvez Deus, e somente ele (além de nós mesmos), possa despertar e promover o bem novamente.
 

JNB 317 09 de julho de 2015

A crise bate à nossa porta
Em tempos de crise, é natural as empresas diminuírem o ritmo, reduzirem o quadro de funcionários e horas de trabalho, tudo para não fechar as portas. E não falo apenas de grandes empresas, o freio foi acionado em todos os níveis e segmentos. Em Nova Bréscia mesmo, temos exemplos.
Especialistas afirmam que a crise é passageira e que a economia voltará a crescer. Assim, esperamos que nossas empresas, comércio e produtores primários consigam atravessar esta fase de turbulência sem fechar suas portas, sem interromper suas atividades e sem contrair dívidas impagáveis.
E o segredo é só um: economizar, apertar o cinto.
 
Você está aqui: Principal Colunas Palavra da Editora