JNB 27 de março de 2014

AMADA/LINHA DA VIDA - III
(Para Núria Moreira da Silva in memorian)
 
A quem cantar, senão a ti,
que vieste dar sabor às horas?
 
Barco - por amor no peito ancora;
manancial de amores, velas pandas...
tens a vida, leite,mel e aurora,
em teu seio não há solidão.
 
Dentre as flores a mais perfumosa,
bom luzeiro nas encruzilhadas,
alvorada em muitas madrugadas;
vias por onde andaram as ilusões.
 
Fluxo e refluxo da paixão;
sangue vivo e pulsar nas artérias;
dia e noite, luz na escuridão;
princípio e fim, sólida matéria.
 
Que vieste dar sabor às horas.
a quem cantei, senão a ti?
 
Porto Alegre, 14/08/2005
Página 48 do livro Filigranas de amor
 
Advogado, Presidente da Academia Literária Gaúcha - Fone (051) 3269.2368 - O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. wwwwjosemoreiradasilva.com

Compartilhe

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google BookmarksCompartilhar no TwitterCompartilhar no LinkedIn
Você está aqui: Principal Colunas Coluna do Zé JNB 27 de março de 2014