JNB 21 de agosto de 2014

           À PRENDA AMADA 
Nessas manhãs chuvosas de verão,
brinda o sol de esconder-se no horizonte,
somente a luz divina e fulgurante
dos teus olhos é fonte de emoção.
 
 A chaleira chiando no fogão,
nos diz que vai chegar o belo instante
de preparo do amargo chimarrão,
antes que o sol, longe se levante.
 
O que tem demais na pampa larga,
além do rancho e da mulher amada?
Somente o pastiçal, o gado, o plano,
 
a beleza do sol nascendo ao longe,
a luz do teu olhar é  voz de um  monge,
Exclui da vida todo desengano.
 
Presidente da Academia Literária Gaúcha 
Fone (051) 3269.2368
* Advogado/Escritor  - O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. 
wwwwjosemoreiradasilva.com
 

Compartilhe

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google BookmarksCompartilhar no TwitterCompartilhar no LinkedIn
Você está aqui: Principal Colunas Coluna do Zé JNB 21 de agosto de 2014